domingo, 18 de maio de 2008

A construção da identidade na adolescência



A construção da identidade é um atributo imutável e acontece durante toda, ou grande parte, da vida dos seres humanos. Desde o seu nascimento o individuo inicia uma longa interacção com o meio em que está inserido, a partir do qual constituirá não só a sua identidade, como a sua inteligência, seus medos, sua personalidade, etc. Apesar de alguns traços serem comuns a todas as pessoas, independente do meio e da cultura em que estejamos inseridos, há determinadas características do desenvolvimento que diferem quando há diferentes culturas.
Esta construção pessoal é considerada a tarefa mais importante da adolescência, pois é uma fase em que os indivíduos começam a reafirmar os seus objectivos e ideias.
Cada um de nós constrói o seu “eu” através das interacções relacionais, reais e idealizadas e também através das experiências vividas e dos seus modelos. Se na infância os nossos modelos são os pais, na adolescência vão ser os jovens da mesma idade e os grupos de pares, este que vão influenciar de forma significativa a construção de identidade.
Para além disso, a família e os professores assumem um papel importante nesta construção, tal como os programas televisivos, uma vez que servem de referência para os adolescentes, pois estes seguem os seus, modelos.
No final da adolescência o jovem obtém uma identidade cumprida, isto é, ele será capaz de sentir uma sequência interior e um seguimento do que significa para as outras pessoas.


Bibliografia
http://www.scielo.br/pdf/epsic/v8n1/17240.pdf

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-294X2003000100012&script=sci_arttext

Livro de psicologia 12º ano/ 2ª parte

1 comentário:

Filipa Correia disse...

No fundo o processo de identificação é um sentimento intrínseco de ser sempre o mesmo perante os outros e em todas as situações. Somos identificados pelo que fazemos, sentimos e pensamos. A criança vai interiorizar valores e crenças impostas na sociedade. Assim, a adolescência (passagem de um mundo infantil para um mundo adulto) é a continuação de interiorizações de experiências às quais atribui significado. É graças às diferentes histórias pessoais que somos únicos e possuimos diferentes identidades. Esta construção de identidade como o referes, não acaba na adolescência como se pensou um dia, antes, ela é contínua na medida em que se desenvolve ao longo de uma vida inteira...